domingo, 22 de junho de 2008

Eu e minha paciência

Tenho um enorme orgulho de ser parecida com minha mãe. Herdei dela algumas peculiaridades, como esquecer o nome de algumas coisas durante um papo (principalmente se a pressa prá falar for maior que o tempo para processar o pensamento) ou começar a rir de alguma coisa e não conseguir parar.
Mas acho que o maior legado que ela me deixou foi a paciência. Uma paciência infinita. Mesmo em situações onde um comportamento mais explosivo fosse "totalmente adequado", lá estava ela, a paciência. Com os filhos, com o marido, com a vida. Também sou assim. Descobri que a paciência, muitas vezes, desnorteia as pessoas à sua volta. E descobri também que minha paciência está precisando de uma recarga. Ai, ai, ai.

7 comentários:

minhas paredes têm ouvidos disse...

Calma xuxu, tenha paciência. Hehe
PS. a filha adorou o elogio à camiseta.

Rosana Tibúrcio disse...

Acho bacana isso de ser paciente. Acabei de falar sobre no meu mais recente post, e olha que não havia lido o seu.
Normalmente sou impaciente, e admiro quem é.
Agora, pra ensinar eu tenho paciência, e muito. Acho que isso é um dom... não sei se "compensa" a impaciência pra outras coisas.
.
Tomara você conseguir recarregar as suas.
Conseguirá!!

Rosana Tibúrcio disse...

arráá
Admiro quem é paciente, viu?
Por exemplo: não tenho paciência com essas letras, sempre erro uma delas... haha

verena disse...

Então é hereditário mesmo: passou pra mim! Tb considero essa uma das minhas maiores qualidades. Mesmo que muitas vezes possa parecer que estou sendo boba, o tempo acaba mostrando que eu estava sendo sábia.

Obrigada, então!

maria angela disse...

venha recarregar as suas baterias aki ..........rs
bjs

Cecília disse...

Quando lidamos com pessoas infinitamente diferentes de nós, precisamos de uma boa dose de paciência e muita compaixão. Então, recarregue a sua, porque a paciência é uma virtude.
Beijos

Anônimo disse...

Realmente, qdo vc tem ao lado uma pessoa que te testa o tempo todo, a paciência faz com que ela perca o rumo. Somos muito parecidos.